Amor · Amor Próprio · Cartas · Comportamento · Crônicas · Relacionamentos

Sobre Amar Por Inteiro E Você Que Não Ama

Meu amor,

Eu vivi alguns bons anos até aqui. Minha avó pode até dizer que são pouquíssimos, comparados aos que ela já viveu, mas esses pouquíssimos são todo o tempo que conheci até hoje. São vinte e poucos, mas poderiam ser sete ou oitenta. Tudo o que passei e tudo o que passou por mim nesse meu desfile pela vida me criou, motivou, destruiu, transformou.

Ontem você me disse que eu tenho problemas demais, e que você não quer continuar perto de mim. Você não entende que amor é sobre estender a mão ao outro, aberta e nunca de punho fechado. E estender a mão é um presságio para tocar com a ponta dos dedos em um universo inteiro, que comporta os cinco, quinze, vinte e dois, quarenta, sessenta e três, noventa e nove anos vividos da pessoa que se ama.

Eu choro muito, eu sei. Eu acordo de madrugada com medo do escuro, das sombras no quarto. Eu choro porque vi um cachorro morto no acostamento da rodovia. Eu sempre fui muito sensível, desde criança. Te contei que o psicólogo me explicou isso, né? Mas você não entendeu. Que eu, por particularidades da minha vivência – que em nenhum momento deslegitima a sua -, vejo um peso triste na vida, mas também vejo muita beleza. Você é egoísta, amor. Porque você fala manso, passa a mão na minha cabeça, diz que está aqui, mas você não entende que eu chore uma semana porque meu pai foi embora e foi a perda mais dolorosa da minha vida. Você não abraça a minha dor, você não mergulha, você não me engole.

Você não abraça a minha vida, a minha história. Você acha tudo muito bonitinho. Quando eu te conto que desde sempre gosto de animais, que eu queria estar escavando dinossauros, que eu sempre gostei de escrever. Mas você não compreende que eu sempre escrevi tristezas e que foi chorando com A Bela E A Fera que eu construí essa menina que hoje você diz amar.

Eu me desespero, eu tomo remédio pra dormir há dois anos, eu fico nervosa e parece que vou desmaiar. Eu fico tonta no meio da rua e você diz que eu só faço drama. Me perdoa pelos momentos em que é difícil pra você, meu bem. Mas me olha inteira. Você fala que eu espalho glitter pelo ar, e que eu sou a menina mais incrível que você poderia encontrar, que te fez enxergar um monte de beleza no mundo. O meu esqueleto também faz parte do meu corpo. A minha infância faz parte de mim. O bullying, as brigas, o TOC, a adolescência, as religiões, o acidente, os meus irmãos, todas as alegrias e todos os choros, bobos ou não.

Eu nem sei mais o que te dizer, amor. Já tentei me defender, já tentei me desculpar, já tentei mostrar que você não enxerga que também é uma pessoa muito difícil de lidar. Já chorei, essa madrugada inteira. De acordar inchada. E já saí, já fui pro centro, já senti o meu medo de que a qualquer momento alguém que eu amo vá atravessar uma rua e seja atropelado. E já ‘tô me sentindo péssima por escrever sobre isso, porque a minha cabeça me diz que, só porque eu escrevi, vai acontecer. Mas eu preciso lidar com os meus demônios. Eles são meus e estão comigo há tanto tempo que nem sei mais.

Se eu não fosse quem eu sou, eu seria outra pessoa, e não poderia ser ninguém. Todas as outras existências já estão tomadas. E a minha não é um peso: é bonita, única e eu sou extremamente grata ao universo por ser presenteada com ela e com tudo que a torna a minha história, e não a de mais ninguém. Eu queria que os nossos universos se cruzassem e que enfrentássemos todas as confusões que os nascimentos de estrelas causam, mas não sei mais se você entende.

Com amor,
(A sua) eu.


img_4682Denise Dantas. Trescoroense, estudante de Letras, Aquário e Peixes. Unicórnio das trevas, mãe de cachorro, entusiasta de duendes, sommelier de caipirinha. Extremamente sensível, efusiva, de não tão fácil trato, acredita no amor. Chatinha, pequenininha, sincera e apaixonada, escreve e faz tudo pra acalmar o coração. fb-art download f88a80d5-d129-47fe-8053-cf057338f7b3.jpg

Anúncios

2 comentários em “Sobre Amar Por Inteiro E Você Que Não Ama

  1. Aconteceu comigo. E dói. Não ser amado por inteiro. E ouvir q era muito bom quando eu tava bem, mas agora “To fora, não sei lidar, não posso te ajudar”. Escutar isso de quem vc ama dói. Dói muito. Será q ele sentia por mim alguma coisa parecida com o q eu sentia por ele? Eu espero q não. Isso significaria q não tem jeito mesmo pra mim. E aí n sei.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s