Relatos Pessoais · Sem categoria

Não precisa fazer sentido

Tem dias que eu acordo e não quero viver. Me pergunto qual é o motivo que me faz acordar. Pego o celular, não tem mensagens. Não tem notificações. Me movimento na cama, só tem eu. E o sol que insiste em bater no meu rosto.

Parece um fardo. Começo a pensar o quanto nada faz sentido. E o quanto sou inútil, no fim das contas. Mas preciso levantar. Porque tenho mil coisas pra fazer. Coisas que humanos fazem todos os dias só pra sobreviver.

Por que estou viva? Pra quê levanto? Qual é a minha importância no mundo? Mas eu levanto. Faço meu café, passo manteiga no pão. Dou bom dia a alguns amigos próximos. Sento na mesa, e penso. Depois arrumo o meu quarto. Faço coisas. Almoço. Sento no computador, coloco Jack Johnson pra tocar. Pego minha agenda, começo a ler todos os recadinhos que faço pra ler em dias difíceis. Depois tenho vontade de escrever mais. E escrevo. Escrevo, escrevo, escrevo. De vez em quando, publico. E recebo inúmeras mensagens de pessoas que me dizem que se identificaram e se sentem muito melhor depois de ler.

Sabe pra quem eu vivo? Pra mim.

Sabe por que levanto? Pra me fazer feliz.

Sabe qual é a minha importância? Total. Eu melhoro meu interior diariamente. E consigo tocar pessoas.

Eu não sou inútil. Não é? O sol insiste em bater no meu rosto e faz doer os olhos. Me mostra que é a primeira coisa que ganhei no dia. Ontem também teve sol. Ele vai, e volta.

O que é que eu faço com essas idas e vindas? São as minhas chances.

Ah! Eu gosto de John Mayer. Acabei de descobrir isso. Vejam só: A vida acaba de me presentar com um som novo. Vivi quase 19 anos sem escutar essas melodias. O dia valeu a pena. E eu mal posso esperar pra acordar amanhã e descobrir o que é que a vida vai me fazer enxergar.

E, detalhe: Todos os acontecimentos escritos são reais. Descrevem o dia de hoje. A música que estou escutando é: Your Body Is a Wonderland, de John Mayer.

Não precisa fazer sentido.

Viva.

Aproveite o sol, que te lembra das chances. Diariamente.

Acabou de começar a tocar You’re Beautiful, de James Blunt. No aleatório. Não é fantástico?

E eu já tô feliz. Cheia de motivos pra continuar vivendo.

 

 

BRUNAAA

Bruna Figuerêdo. Baiana, Virginiana com ascendente em Câncer. Admiradora assídua da natureza, futura Pedagoga. Gosta de azul, de escrever, dançar e ler histórias de amor. Não gosta de matemática e tem medo do mar. Fala muito e transforma um mundo de informações que produz e recebe o tempo inteiro em palavras e projetos. E espera passar a vida fazendo exatamente isso. download

Anúncios

Um comentário em “Não precisa fazer sentido

  1. Que texto lindo ♥
    Eu conheci as publicações de vocês há uns meses atrás e cheguei até aqui através da página do facebook. Eu estou apaixonada por tudo o que vocês escrevem. Era realmente um dia difícil o dia em que eu conheci vocês. Estava no facebook, protelando o dia, esperando ansiosamente pela hora de dormir, pois os dias estavam ruins, minha cabeça estava pilhada, não sei bem descrever, era como um quatro bagunçado que a gente nunca consegue arrumar. E eu ficava me perguntando o que eu tinha, por quê me sentia triste o tempo todo (aparentemente sem motivo), sentia angústia e medo, até que eu li “você não está louca”. Entrei na página e cada publicação foi me ajudando e tem me ajudado quando os dias não estão legais. Estou bem melhor hoje, mas ainda compartilho as publicações, senti necessidade e vontade de vir falar isso aqui, pois isso me ajudou um pouquinho a estar bem agora ♥

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s