Comportamento · Família · Sexualidade

De Família, Que Se Dá O Respeito E Se Valoriza

AVISO DE GATILHO: Esse texto fala de família, então se você é sensível quanto a esse assunto, fica aqui o alerta de gatilho.


Uma mulher, pessoa, homem, alien que anda por aí vestido seja-lá-qual-for-o-jeito-que-se-veste e beija em uma noite o número x de pessoas que beija, não é, de forma alguma, melhor do que uma mulher, um homem ou um alien que faz tudo exatamente da maneira oposta. Beijar uma pessoa ou vinte pessoas simplesmente não faz ninguém melhor que ninguém. O que faz uma pessoa ser pior do que outras é ter preconceito, ser muito chato, matar os pais, colocar uva-passa no arroz, e a lista é longa. Mas fazer o que se quer fazer é um direito e um prazer.

Se a pessoa/alien tem uma figura paterna, ou uma figura materna, ou uma tia que ame, ou um irmão que o criou, ou se é considerado da família de algum amigo, ou tem uma família enorme de bichinhos de pelúcia: essa pessoa/alien é de família. É exatamente e apenas isso que significa “ser de família”,  qualquer outra definição está equivocada. E ser de família não significa que alguém é bom. Muita gente que tem família mata gato envenenado, empurra o coleguinha no recreio e é babaca.

E todo ser vivente chega à existência com o direito de ser respeitado. Ninguém precisa vestir uma armadura nem andar com faixas policiais ao redor para ser digno de respeito, para evitar ser tocado quando não deseja. Ninguém precisa “se dar o respeito”. Respeito é um dever de todos para com todos. A pessoa precisa respeitar o alien, o alien precisa respeitar o alien, o alien precisa respeitar a pessoa e a pessoa precisa respeitar a pessoa. Respeito é básico, todo mundo já merece, indiferentemente de qualquer diferença entre xe y.

Deixar de viver, vestir, agir e se relacionar da forma que se quer – sendo essa forma sem prejudicar e desrespeitar ninguém – porque a sociedade está com algumas ideias fora da casinha é desrespeito consigo mesmo, que jamais deve ser praticado. É repressão. Porque mulher, pessoa, homem, alien: ninguém é mercado imobiliário pra se valorizar, todo mundo nasce com o direito de ser respeitado, e “de família” é um dos termos mais mal interpretados que andam por aí.


dedeblog

Denise Dantas. Trescoroense, estudante de Letras, Aquário e Peixes. Unicórnio das trevas, mãe de cachorro, entusiasta de duendes, sommelier de caipirinha. Extremamente sensível, efusiva, de não tão fácil trato, acredita no amor. Chatinha, pequenininha, sincera e apaixonada, escreve e faz tudo pra acalmar o coração. fb-art download f88a80d5-d129-47fe-8053-cf057338f7b3.jpg

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s